/* Google Analytics */ /* Google Analytics */

segunda-feira, dezembro 14, 2009

"Bebereis o sangue de nossos abortos"

2 comentários ###

A frase que vai acima foi pichada na sede da Fundación Red Madre, uma entidade assistencial espanhola, com sede em Madrid, de apoio às mulheres grávidas que estejam passando por conflitos diante de uma gravidez inesperada.

O vandalismo praticado por feministas/abortistas radicais dá bem a idéia do tipo de "argumentação" que os partidários do aborto livre utilizam: à falta de argumentos, um bocado de tinta na calada da noite.

O tal "direito de escolha", que é repetido à exaustão por feministas e abortistas, é uma simples peça retórica que esconde a vandalização moral a que se prestam tais grupos, que mascara que a tal "escolha" só lhes é cara se esta for a morte, o assassinato de seres humanos totalmente indefesos.

Esta pichação da dignidade humana a que se dedicam, cuja pichação concreta acontecida em Madrid é apenas um sintoma da mais completa amoralidade, vai já por demais longe, ao ponto de vandalizarem as instalações de uma entidade que auxilia as próprias mulheres em dificuldades, o que só deixa mais claro ainda a todos que a tais tipos pouco importa o auxílio às mulheres que passam por dificuldades durante uma gravidez, o que importa mesmo é o orgulho individualista que festeja "escolhas" sobre cadáveres de inocentes bebês.

Mais fotos podem ser vistas aqui.

quarta-feira, dezembro 09, 2009

O dom da vida

0 comentários ###

Confesso que jamais entendi quem não acredita em milagres... Tampouco entendo aqueles que levantam o punho para o céu como a cobrar um sinal que lhes faça acreditar, como se a prova da existência de Deus só valesse se lhes fosse dada no dia e hora que eles bem entendem, e, claro, da forma que eles querem.

Isto não é buscar respostas, é apenas portar-se como criança mimada, como um Saramago, que do alto de sua moral assassina -- uma moral que fecha os olhos para os crimes hediondos da esquerda por todo o planeta -- supostamente quer dar lição a todos, mas o que realmente quer é vender livros de montão para manter um padrão de vida que fica bem longe das condições de vida de um cubano médio, por exemplo. Pois é... Socialismo nos olhos alheios é coisa bem fácil.

Credo! Começar falando de milagres e passar a discorrer sobre Saramago é um desvio muito grande... Hora de retornar!

O aborto, este crime hediondo que mata não apenas a vida de uma criança, levando junto a saúde física e psicológica da mãe, e que tem influência direta na saúde moral da sociedade, é exatamente a negação de um dos maiores milagres que Deus continuamente nos deixa presenciar.

Quem aborta é como se negasse a existência de Deus e de Suas obras. Há problemas, há dificuldades para muitas mães e casais? Sim, infelizmente, mas quem aborta é parecido com uma pessoa que diante de um quadro de beleza extraordinária, mas com uma moldura feia e envelhecida, resolvesse jogar fora o a obra de arte porque não consegue desviar sua atenção da moldura.

Alguns dias atrás, coloquei aqui um pequeno vídeo mostrando com ilustrações retiradas de livros médicos como é o procedimento de um aborto por nascimento parcial. Mesmo se tratando de ilustrações, as imagens são fortes, pois o que vai ali descrito é o fim cruel de uma vida humana, de um ser que muitas vezes passou por este mundo sem receber um momento de amor, de cuidado, que teve sua vida terminada absurdamente por gente que teima em não enxergar o milagre que está diante de seus olhos.

Apesar de o vídeo mostrar a realidade, houve reclamações. Chega a ser cômico que diante das ilustrações de um procedimento de aborto por nascimento parcial alguém possa dar mais atenção a que no vídeo os batimentos cardíacos de um bebê deveriam ser bem mais acelerados. Isto é, exatamente como escrevi acima, coisa de quem só consegue dar atenção às molduras velhas e feias. Saramago e sua moral fazem a cabeça de muitos...

O vídeo acima é dedicado a estas pessoas, que se incomodam com o número das batidas do coração em um vídeo, mas se importam bem pouco com o coração que deixa de bater a cada aborto feito. São como os fariseus: "Filtrais um mosquito e engolis um camelo" (S. Mateus 23,24).

***

Vale a pena olhar a página do "The Endowment for Human Development" para entender mais sobre o desenvolvimento de um ser humano desde a concepção até seu nascimento. O milagre da vida está à vista de todos, basta querer vê-lo.