/* Google Analytics */ /* Google Analytics */

sábado, dezembro 24, 2016

Uma adoção que aconteceu no Natal

Entregar para adoção é um ato de amor. Adotar é um ato de amor.

Abby Johnson, ex-diretora de uma clínica de abortos e hoje pró-vida, tem um filho adotado.

Ela mantém descrição sobre a mãe biológica de seu filho e as circunstâncias que levaram essa mãe a abrir mão do bebê.
Contudo, se sabe que a forma de adoção foi a de “open adoption” (adoção aberta) – em que a família adotiva mantém contato com a mãe biológica através do envio de notícias, fotos e de encontros (em que a mãe biológica e a criança se veem e mantém contato).

Às vésperas do Natal, Abby foi comprar um presente para a mãe biológica de seu filho, e seu gesto de amor e carinho à mulher que lhe deu um bebê não passou despercebido – e as bênçãos deste gesto vieram até de onde não se esperava!

Veja o que ela escreveu numa publicação em seu Facebook:

Eu estava comprando um presente de última hora e, ao pagar, a caixa da loja comentou sobre o que eu estava comprando. 
Eu disse à ela: Isto é para a mãe do nosso filho adotivo.
Ela simplesmente parou e eu pude ver que os seus olhos se encheram de lágrimas. 
Eu pensei uh-oh!
Mas, em seguida, ela continuou e disse como era bonito que nós tivéssemos uma adoção aberta. 
Ela contou que é adotada e que tem procurado por sua mãe biológica por muitos anos, mas que ainda não a encontrou. 
Eu contei à ela a nossa história e ela ficou muito comovida. 
Ela saiu de trás do caixa para me dar um abraço e disse: Obrigada por estar aberta para adotar um bebê! E obrigada por honrar a mãe dele. 
Por esta altura, nós duas estávamos chorando.
Esse foi um belo presente de Natal!

O Natal é uma data que convida a pensarmos sobre a adoção porque Jesus foi filho adotivo de São José.

Deus, por amor, entregou o seu filho aos cuidados de São José, para que ele, através da adoção, assumisse o papel de pai.

Não tenhamos medo da adoção. A adoção é um ato de amor!

Feliz Natal!! 



Curta a página do blog Contra o Aborto no Facebook.

Nenhum comentário: